fbpx
GTRES Metais Sanitários

Quem começa a construir sua casa tem uma quantidade enorme de detalhes e de decisões para prestar atenção. O projeto arquitetônico e o projeto elétrico são importantes na reforma, e geralmente são os que as pessoas mais se preocupam. Porém, existe outro projeto pouco conhecido, o projeto hidrossanitário, que pode fazer a diferença no sucesso da sua construção.

 

O projeto hidrossanitário tem como principal objetivo mapear todo o sistema hidráulico de uma construção, considerando os pontos de saída de água, de esgoto, e a interligação entre os encanamentos para o bom funcionamento do sistema. O projeto bem feito reduz os custos, minimiza as chances de problemas inesperados na construção e no futuro, facilita reparos necessários.

 

Quem pensa que esse projeto só serve para marcar o local de instalação de chuveiros, ou de torneiras, se engana muito! Ele é composto do mapeamento de toda a rede de encanamento, entrada e saída de água quente e fria, e pode conter até uma captação de água das chuvas para reaproveitamento. Ter um projeto hidrossanitário coerente e bem feito evita problemas como gasto excessivo de água, ruídos desnecessários, saída de água em fluxos diferentes nos pontos de água.

 

Como é feito um projeto hidrossanitário?

 

O primeiro passo é ter em mãos os projetos arquitetônico e estrutural da construção. O projeto hidrossanitário deve ser feito com base neles, e todos devem ser complementares, já que um depende do outro para funcionar bem. O projeto de decoração também pode ser consultado, já que as disposições dos banheiros, da pia da cozinha e da máquina de lavar dependem da disposição das saídas e entradas hidráulicas.

 

Esse projeto pode ser assinado pelo arquiteto, ou por um engenheiro civil especializado. É muito importante que o projeto hidrossanitário siga as normas vigentes, da ABNT, de legislação ambiental, checar com a companhia local de saneamento as principais diretrizes para o funcionamento e, claro, atender aos desejos dos moradores.

 

Junto ao projeto, geralmente, é anexado um memorial descritivo, que possui em detalhes todos os materiais que serão utilizados – marcas e tipos – para que seja garantida a qualidade do projeto. O uso de produtos que não são certificados, que não possuem qualidade comprovada ou garantia prejudicam o projeto e significam retrabalho e problemas futuros. Sempre se certifique de usar produtos de qualidade, e de seguir à risca o que foi recomendado no projeto e no memorial descritivo.

 

Também recomenda-se ser feito, junto ao projeto hidrossanitário, o sistema sanitário – que inclui o mapeamento do caminho que os rejeitos domésticos (esgoto) farão de casa até o sistema público de saneamento da cidade. Esse sistema parece simples, mas, assim como o projeto completo, possui detalhes que quando planejados com precisão, evitam dores de cabeça – como mau cheiro nos cômodos da casa, esgoto que não esvai, entre outros.

 

Por fim, a palavra de ordem na construção é planejamento. Ter todos os projetos integrados, os planos coesos e seguindo as normas de regulamentação, além do uso de materiais de boa qualidade e com certificação garantem uma obra sem problemas, e um futuro sem maiores problemas relacionados à estrutura sanitária da construção.

 

Quer saber mais sobre os produtos e soluções para o projeto hidrossanitário de sua casa? Conheça nossos produtos clicando aqui ou saiba onde encontrar GTRES clicando aqui